sábado, 1 de fevereiro de 2014

O Sporting e o Mito de Sísifo

O jogo mais importante é sempre o que vem a seguir. É uma daqueles lugares comuns que ouvimos todos os dias. O foco, a atenção dos jogadores e treinadores deve estar sempre no próximo adversário. O Benfica no ano passado provou o veneno dessa falta de atenção contra o Estoril.

Mas já jogos em que essa atenção ainda é mais importante. Esses jogos são os que precedem os jogos com os principais adversários e os que lhes sucedem. Os que os precedem criam as condições favoráveis ou desfavoráveis, em termos de classificação e de estado de alma, que permitem encará-los com maior liberdade do ponto de vista táctico e estratégico. Correndo bem, o resultado seguinte pode ser encarado com outra expectativa, até porque, normalmente, são jogos de tripla. Os que lhes sucedem consolidam em termos classificativos e anímicos as vantagens obtidas por uma vitória ou, em caso de derrota, não permitem que a equipa entre numa espiral recessiva.

Isto para dizer que um dos principais jogos do Sporting é aquele que se vai realizar amanhã contra a Académica. É o que precede o jogo contra o Benfica. Correndo mal, entramos na Luz em estado de necessidade. Correndo bem, entramos na Luz de igual para igual, não sendo o resultado, qualquer que ele seja, definitivo no contexto da classificação, desde que o jogo seguinte seja encarado com muita atenção também.

Esta fase final da abertura de mercado gerou imensos motivos de distracção. Não acredito que o Leonardo Jardim se tenha deixado distrair. Não sei se as recentes aquisições são boas ou más. O que sei é que, em termos gerais, são bem aceites pelos adeptos e sócios. Mas esta aceitação vive da legitimidade. A legitimidade do Bruno de Carvalho, como no futebol em geral, não advém exclusivamente dos votos. Alimenta-se dos resultados. Os resultados são bons. Se assim não continuarem a ser, a legitimidade perde-se e continuamos condenados ao Mito de Sísifo.

3 comentários:

  1. Caro amigo felizmente os nossos queridos adversários nao o ouviram. Esperemos que os nossos o facam. ab

    ResponderEliminar
  2. A azia de Março de 2013 é fodida! os lambuças e croquetes que o digam!
    Pelo menos 150 metros abaixo do solo, para não gangrenarem a pobre areia que não tem culpa nenhuma, no minimo 150 m, de preferencia 150 KM.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rapaz vai-te tratar, Ainda vais a tempo.

      Eliminar