segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Keizerismo - Peseirismo

Rasgar as vestes ou o cartão e culpar o Varandas ou o Keizer desopila mas não gera qualquer entendimento útil sobre o que ontem se passou. Sem esse entendimento, estamos condenados ao Mito de Sísifo e a carregar o sportinguismo montanha acima para o ver despencar-se uma e outra vez. Vou lendo e ouvindo que os jogadores do Benfica são muito melhores. Arrisco-me a dizer que se se trocassem as camisolas, estaríamos a dizer o mesmo. O Coates é muito pior do que o Ferro, o Mathieu do que o Rúben Dias e o Acuña do que o Grimaldo? 

A fanfarronice do Bruno Lage ia-lhe saindo cara. Não sei se previu ou não previu, mas o sistema dos três centrais surpreendeu-o num primeiro momento e não se viu a perder por sorte (e competência do seu guarda-redes). Mas o que também foi evidente é que o nosso plano era o de surpreender o adversário e, acabada a surpresa, não havia muito mais. Este sistema de três centrais não é igual ao da época passada, pois os jogadores não são exatamente os mesmos. É diferente jogar com o Borja do lado esquerdo ou com o Mathieu. Tirou-se do meio o jogador mais inteligente e mais capaz de dobrar os seus colegas e de sair a jogar ao mesmo tempo que se o obrigava a estar com um olho no burro e outro no Acuña, acautelando as suas subidas. Para equilibrar a equipa, o Bruno Fernandes tem de se posicionar mais à esquerda, com responsabilidades defensivas acrescidas e ficando distante dos locais onde pode fazer a diferença, nomeadamente aproveitando um ressalto ou saindo a jogar com mais opções de passe. 

Mal os jogadores do Benfica deixaram de pressionar à maluca os centrais, o Sporting teve as habituais dificuldades de saída da bola para o ataque. Com três centrais sem especial pressão, esperava-se que saíssem mais a jogar, de forma a surpreender o adversário. De outra forma, os médios ficam em inferioridade para receber a bola e a passar ou sair a jogar. Em contrapartida, a equipa continua a não pressionar alto ou a fazê-lo de forma desconfiada e a desistir à primeira. Jogando nas transições ou no erro do adversário, o Bas Dost é um jogador a mais. Não se lhe pode pedir que seja um pino na frente porque o que ele dá à equipa são movimentações de ataque à bola para finalização e nisso é muito bom, como todos sabemos. 

Na primeira parte, o Sporting controlou os acontecimentos, teve mais oportunidades de golo mas acabou por ficar em desvantagem, num lance revelador das suas fragilidades defensivas, dispondo de cinco defesas e de dois médios à sua frente. O Wendell deu todo o espaço e tempo necessários ao Pizzi para meter a bola nas costas da defesa, o Neto não encostou ao Seferovic, o Thierry Correia calculou mal a trajetória e tentou fechar por dentro, o Renan Ribeiro não deu um passo em frente para encurtar o ângulo e o Rafa acertou de primeira com a canela e colocou o Benfica na frente. 

No início da segunda parte, ainda parecia que podíamos dar a volta, mas, a partir do momento em que o Bruno Fernandes levou uma pancada e passou a coxear, era uma questão de tempo até tudo se desmoronar. Não consigo dizer que no segundo golo a culpa é do Mathieu, dado que o Coates não aliviou e foi-se embrulhar com ele, deixando-lhe a bola sem querer e com ele parado à espera de tudo menos daquilo. O terceiro começa numa falta escusada do Coates seguida de um remate em que o Renan Ribeiro parece mal batido. O quarto é revelador do estoiro da equipa, sem ninguém a acompanhar o Pizzi que em movimento e de frente para a baliza fez o que quis. O quinto não aconteceu antes por acaso e demonstrou a excelente capacidade de reação do Borja. 

Há jogos como este, acontecem. Mas temos de analisar o que aconteceu em perspetiva, no tempo longo. Há anos que o Sporting não revela andamento para os noventa minutos quando joga com equipas melhores. Vem pelo menos do tempo do Jorge Jesus. As razões podem ser de vária ordem, táticas, físicas ou de qualidade dos jogadores, mas o que impressiona é andarmos nisto há anos. Os jogadores parecem estar sempre muito distantes uns dos outros. O meio-campo acaba sempre em desvantagem e os adversários aparecem de frente para a defesa com esta às arrecuas. A partir de certa altura, há uns jogadores que deixam ou de recuar ou de avançar, partindo-se a equipa. Não se consegue jogar em ataque continuado ou quando acontece é mais permitido do que conquistado. Os jogadores são sempre os mesmos e jogam até cair para o lado, não se compreendendo as contratações enquanto efetivas alternativas para o treinador. Os golos resultam de acasos e do virtuosismo dos melhores jogadores e muito pouco do envolvimento coletivo. 

Contrariamente ao que afirmou Frederico Varandas, há razões para desconfiar da estrutura e do que anda a fazer. O resultado de ontem tem uma componente que pode ser explicada pelo acaso que um jogo sempre envolve. No entanto, nada do diagnóstico do jogo é, propriamente, novidade. A equipa e o seu modelo de jogo não dão sinais de melhoria. Os jogadores são sempre os mesmos. A aposta é nos jovens e no “scouting” e depois essa aposta não tem reflexos na equipa principal. O treinador foi escolhido porque dispunha de perfil necessário para dar resposta a estas apostas e melhorar o nosso jogo. Quem conhece o futebol português e os seus contornos, não espera títulos, a não ser muito esporádicos. O que legitimamente se espera é valorização de jovens jogadores e bom futebol. Se não se corresponde a essa expetativa, então o Peseiro servia, desde que devidamente equipado com uma pata de coelho.

37 comentários:

  1. Qual é o treinador do Benfica que não é fanfarrão?...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Luís,

      Não sei se são ou se transformam quando vão para o Benfica. Até tenho boa impressão do Bruno Lage. Agora é ridículo dizer que sabe como é que o Sporting vai jogar. É função dele como de qualquer outro treinador antecipar como é que o adversário vai jogar.

      SL

      Eliminar
    2. Um treinador é fanfarrão ou não é fanfarrão. Ou estivesse Sérgio Conceição no Sporting e deixaria de ter atitudes parvas como tem no Porto? Ou deixou de JJ de ser o que é apenas por estar no Sporting? E em Portugal, parece que qualquer pessoa confiante nas suas capacidades tem que ser necessariamente fanfarrão ou arrogante...

      Eliminar
  2. Caro Rui Monteiro nada do que aconteceu é novidade, diz bem. Jogamos sistematicamente mal desde há muito, sendo que se Bruno Fernandes estiver inspirado - regra geral ele está inspirado - e a jogar no sítio certo - que é mais ou menos no sítio onde mais facilmente pode estar em todo o lado - normalmente ganhamos.
    Contratámos mais de 25 milhões em jogadores e estamos aqui no exacto local que tão bem caracteriza no seu post. "Os jogadores parecem estar sempre muito distantes uns dos outros. O meio-campo acaba sempre em desvantagem e os adversários aparecem de frente para a defesa com esta às arrecuas. A partir de certa altura, há uns jogadores que deixam ou de recuar ou de avançar, partindo-se a equipa. Não se consegue jogar em ataque continuado ou quando acontece é mais permitido do que conquistado. Os jogadores são sempre os mesmos e jogam até cair para o lado, não se compreendendo as contratações enquanto efectivas alternativas para o treinador. Os golos resultam de acasos e do virtuosismo dos melhores jogadores e muito pouco do envolvimento coletivo." Pois é. Jogamos mal, não temos um modelo de jogo entendível, não valorizamos a formação, mão aproveitamos um jogador como Bas Dost, etc, etc.
    Mais do mesmo, embora embrulhado -desta vez - numa suposta infalibilidade da "Estrutura" e numa presidencial evocação do azar.
    Mas será azar termos comprado os jogadores que comprámos e descobrirmos que eles nem convocados para este jogo mereceram ser? Será azar tendo Thierry ter a "estrutura" entendido comprar um jogador lesionado há 18 meses e dar em troca além de 5 milhões uma das revelações da nossa Liga, o Mama Baldé?
    Quem apostou em Borja? Porque raio o Wendell está tão cansado que na segunda parte foi claramente um menos um?
    Por que razão o Raphinha joga tão mal, perdendo sucessivas bolas e sendo incapaz de a manter. Depois da ala direita do Sporting ter sido habitada por João Mário e Gelson que longe vão esses dias.
    Há muitas incapacidades instaladas e muito pouca vontade, visível, de corrigir essas incapacidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro JG,

      As deficiências eram conhecidas e reconhecidas. Algumas, muitas, não se atribuíam ao Keizer por ter chegado a meio da época. Agora, a época foi preparada com tempo e não se vêm melhorias. Parece que continua dependentes dos mesmos jogadores da época passada.

      SL

      Eliminar
  3. Já era evidente antes mas a Taça anestesiou-nos por mais uns meses.

    Não tem explicação gastarmos dinheiro em jogadores novos e em 18 temos o Neto e o Vietto como novidades, sendo que um deles nem entra. A novidade no 11 só joga porque 2 DD's estão lesionados(a questão Rosier e a demora na recuperação do Battaglia tb já começam a cheirar mal) e o terceiro é o Bruno Gaspar. É que se jogássemos alguma coisa o ano passado, ainda se podia perceber uma estratégia de manutenção da "espinha dorsal" (o futebol tem chavões deliciosos). Não é o caso.

    Cada vez que perdemos a bola instala-se o caos, cada vez que a ganhamos não sabemos o que fazer com ela. Desta vez fez a pré-época, não há essa desculpa... não se vê é evolução nenhuma.

    Ou Keiser é fraco ou a "estrutura" não percebe o que ele quer e andou a planear a época para um treinador imaginário (exemplo: renovámos com o Geraldes antes de o emprestar a que propósito?). Pessoalmente, acho que é mesmo o Keiser que é um erro de casting. Ou isso, ou consolo-me desta forma pelo facto de ser mais fácil despachar um treinador que um plantel.

    Vamos lá ganhar ao Maritimo a ver se isto acalma porque, como diz, não podemos estar sempre a começar de novo. Mas se não houver evolução, mais vale assumir o erro e seguir em frente. Afinal de contas, excepto algumas franjas para quem ninguém faz nada bem feito, alguém ficou propriamente escandalizado de terem corrido com o Peseiro naquele momento? Seria bem pior arrastar a coisa...



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      O Peseiro é um daqueles erros de palmatória. Não falhou no Sporting. Falhou também no Braga, no Porto ou no Guimarães. Qualquer treinador é melhor do que o Peseiro.

      A conversa da estrutura não se compreende. Ou não sabe o que anda a fazer e contrata jogadores que não servem ou, então, o Keizer é mau e tenta segurar a equipa colocando a jogar os que têm mais estatuto e peso no balneário. Também quero acreditar na segunda hipótese. É mais fácil e mais barato de resolver o problema.

      Vamos ver se conseguimos ultrapassar este resultado. Pode ser que o Keizer seja melhor do que tem mostrado e ganhe coragem quando se encontra encostado às cordas e não tem por onde fugir.

      SL

      Eliminar
    2. Podemos dar as voltas que quisermos. Entre Agosto do ano passado e as 2 últimas janelas de mercado, não há 1 titular indiscutível q seja uma mais valia. Quem suporta a equipa, já cá estava. Pelo meio, descartam-se jovens talentos. Se achamos isto coerente com um Scouting forte, o suposto know how da estrutura e uma qq linha estratégica, algo está errado. Mas tb na nossa avaliação. As desculpas pelo passado cada vez têm menos cabimento. Um passado de crescimento, já agora.

      Eliminar
    3. Meu caro,

      Aí está o busílis. Em bom rigor, ainda não uma contratação que se possa dizer que se acertou de caras. Há melhores e piores, mas ainda não se arranjou um titular de caras (o Renan é o guarda-redes possível). Ao mesmo tempo, também não se lançou nenhum jovem da formação que tenha pegado. Quando estas duas apostas eram estratégicas para esta presidência, algo está a correr mal.

      SL

      Eliminar
  4. Se era para dizer algo, mais valia de facto dizer sem histeria e passado mais horas. Até que enfim que alguém na blogosfera vem por o tempo e as coisas fora do registo está tudo pessimamente mal.

    É que isto de andar a por em causa tudo em público (e são tantos e tantos bloguers e comentadores de blogues que o fazem) é uma esparrela que só joga contra o clube, seja quem for que esteja à frente dos seus destinos. É dar munições de graça a todos (e são tantos) os que fazem de malhar no Sporting um hábito, uma boa parte dos seus empregos até.

    O Benfica não foi assim tão superior porque não jogou assim tão melhor que o Sporting. O Sporting cometeu mais erros (muitos!) e mandou a toalha ao chão, tendo a equipa abandonado o seu amor-próprio, coisa que em momento algum pode acontecer.

    Posto isto, só uma vitória concludente na Madeira (com ou sem BF) pode fazer recuar a nossa preocupação alguns milímetros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Não acho que o Benfica tenha sido superior de tal forma para justificar o resultado. Na segunda parte revelou mais andamento e isso é um facto e isso é que me preocupa. Há anos que andamos nisto. A equipa não tem andamento e já gastámos fortunas em jogadores e treinadores, sobretudo com o Rei da Táctica. Infelizmente o problema não é de hoje.

      SL

      Eliminar
  5. Meus Senhores, É tudo feito com muita elegância e pedigree. O club sporting do campi grande é para levar os primos e os amigos à vernissage. deixem-se de lamúrias e aguentem que foi i que escolheram. A culpa é concerteza do Bruno. PQP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Miguel,

      Ainda não ultrapassou essa fase? Alguém acusou o BdC de alguma coisa? Olhe que até há um conjunto de pernetas que por lá andam do tempo dele.

      O Sporting tem mais de cem anos. Enfardou goleadas e outras equipas enfardaram goleadas do Sporting. Isto dura há anos, muito antes sequer do BdC ter nascido. Nenhum de nós, os mais velhos, deixou de ser do Sporting.

      Se quer ser do Sporting tem de conviver com as decisões dos restantes sócios e tratá-los como pessoas inteligentes que são. Se não quer, se quer estar no Sporting enquanto o Presidente for da sua preferência, não sei o que pode fazer. Andar a escrever nas caixas de comentários esse azedume não ajuda a resolver o seu problema.

      SL

      Eliminar
    2. os restantes sócios são uns mansos que só merecem o que têm! Não dou crédito a golpistas; p’la minha parte o dinheiro das quotas que gastava com Sporting Club de Portugal entrego agora à UNICEF. Fui.

      Eliminar
    3. Caro João Miguel,

      A UNICEF e o Sporting não são mutuamente exclusivos: não somos do Sporting ou da UNICEF. Também costumo contribuir para a UNICEF. O que parece é que a sua relação com o Sporting não se encontra resolvida, pois de outra forma não se teria dado ao trabalho de escrever os comentários.

      Boa sorte!

      Eliminar
  6. "avec des si on mettrait Paris en bouteille" é uma expressão muito utilizada pelos franceses e que, no fim do jogo, me veio várias vezes à mente!
    -Se logo no princípio o passe do BF para o Bas tivesse sido mais certeiro;
    -Se os remates do BF não tivessem sido travados pelo Odysseas;
    -Se o Ferrari não tivesse intimidado o Acuña tão cedo;
    -Se o Renan tivesse tido um reflexo à Renan no primeiro golo;
    E se (muitos mais ses) não tivessem provado que a Murphy'Law se pode provar apesar de tudo...eu estaria aqui muito mais contente!
    Mas não estou contente e estou até preocupado pois a RTP (no seu jornal das 20:00) afirmou que BF sai do Sporting entre hoje e amanhã!

    Quem esperou tanto tempo pode esperar mais algum mas eu estou velho!

    Com o duplo amarelo Doumbia não jogará na Madeira e tal é um problema a menos...
    Mantenhamos a fé já que o Benfica não é (muito) superior ao Sporting e das outras equipas ainda não vi nada!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão do Renan no primeiro golo não está relacionada com reflexos. Já reparei várias vezes que se posiciona mal quando os jogadores aparecem isolados pelas laterais. Geralmente fica em cima da linha de golo o que facilita a vida aos adversários. É um erro crasso de posicionamento, bastava ter dado dois passos em frente e defendia facilmente, ou então obrigava o Rafa a fazer um cruzamento.

      Nesse lance não é o único culpado. Toda a linha defensiva do Sporting está mal posicionada no momento do passe do Pizzi.

      O que é pior nestes erros é que não são normais numa equipa profissional, quanto mais da dimensão do Sporting, com profissionais a ganhar milhões.

      O sporting apresenta lacunas posicionais graves com e sem bola. Às vezes parece que o keiser melhora uns aspectos, mas pioramos logo noutros. Corremos muito e mal, ainda por cima com jogadores fora de forma. O Benfica soube explorar muito bem estas debilidades (mérito do treinador e dos jogadores do Benfica que são muito "inteligentes").

      SL

      Eliminar
  7. Que me perdoem voltar à carga mas sinto que não disse tudo o que me vai na alma.
    Nunca esperei que a RTP colocasse o Malato ou o Júlio Isidro, nem o Sérgio Godinho, nem o Jorge Gabriel, nem o Vasco Palmeirim nem outros a relatar o jogo mas teria gostado de ter sido mais bem informado (por vozes e imagens) do que o que fui durante o jogo!
    Não sei quem agrediu o tal das modalidades (Albuquerque ?) mas a RTP fechou-se em copas sobre esse assunto e não vi o MRS (sim o PR em campanha perpétua) tão vexado "comme d'habitude" ("O Mundo sabe que" em português)
    Nunca mais aceitaria o BdC como presidente mas o Varandas é mais militar que médico e tenho pena dos seus pacientes!
    Se me permitem apontar o dedo (que eu sei ser feio) ele vai também na sua direcção: aquilo não se diz e até o aconselho a tomar uma qualquer benzodiazepina antes de abrir a boca!
    E o resto será para outro dia em que tenha tomado uma benzodiazepina!
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Aboím Serôdio,

      Começa a não haver paciência para a RTP. Eu sou sportinguista e como tal vejo os jogos como adepto, cheio de nervoso miudinho e com o coração ao pé da boca. Espera-se outra coisa de profissionais. O comentador ainda procurou um tom mais adequado. Os outros estavam a ver o jogo como se fossem adeptos. Ouviu-se de tudo. O melhor foi não os ouvir enquanto foram mostrados amarelos aos jogadores do Sporting para passarem a classificar como "febre amarela" a atitude do árbitro quando também os começou a mostrar aos jogadores do Benfica.

      Os dois primeiros amarelos são exagerados face ao critério que o árbitro estava a adoptar e adoptou em muitas outras situações seguintes. Como começou a mostrar amarelos exagerados, depois ficou perdido. Os comentadores podiam ter começado por analisar os primeiros e antecipar o que viria a acontecer, que era previsível.

      SL

      Eliminar
    2. Só porque fala nos amarelos largo aqui, também, a minha bujarda. Só falei neles durante o jogo, depois calei-me (5 a zero silencia qualquer amarelo mal mostrado) mas mesmo antes de o benfic@ lá levar com um já o BFernandes tinha levado uma entrada que valia dois. Arbitragem para aquecer motores para a época que aí vem.

      Já há muito que me estou cagando para ganhar o campeonato. Quero ver isto limpo! Depois logo se começa a pensar em campeonatos. Só isto! Tive bastante esperança num começo de limpeza disto tudo mas com este Sporting caladinho e sossegado como este que agora temos, é esquecer.

      É aproveitar as modalidades enquanto ainda forem durando.

      Eliminar
    3. Meu caro,

      Aí está uma intervenção inteligente. Desta vez lavámos 5 e por isso há pouco a dizer. Mas o jogo esteve armadilhado o tempo todo como de costume. A RTP assegurou a função de levar branco mais branco.

      Enquanto assim for, desenganem-se os sportinguistas. É preciso persistência e paciência. É preciso uma estratégica política para procurar mudar o futebol português. De outra forma, nem com o City e o Guardiola.

      SL

      Eliminar
  8. O Benfica aproveitou o ouro que nós oferecemos, não vi assim tanta superioridade como andam por aí a propagandear. Achei o Sporting uma equipa macia e lá na frente muita cerimónia, não estou nada preocupado nem me incomoda nada ser goleado, o Real também foi goleado pelo arqui rival e vamos ver em que lugares vão ficar um e outro na la liga..... Urge responder rapidamente com vitória já no Domingo. O nosso keiser foi marcar o penalty, mas à última hora decidiu mudar o lado para onde remataria, já sabemos quando isso acontece, o resultado! Sl

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Fernando,

      O resultado reflecte sobretudo o estoiro do Sporting a partir de certa altura do jogo. Até essa altura, o jogo foi razoavelmente mal jogador, equilibrado e com mais oportunidades para o Sporting.

      O que preocupa não é nem o resultado nem a derrota. O que preocupa é não ver evolução e continuarmos a navegar num mar de equívocos. O que esperava é que jogássemos melhor.

      SL

      Eliminar
  9. O Sporting já tinha muitos problemas. Varandas trouxe mais um, o Mr.Keizer. Na época passada venceu 2 Taças, nos penalties, porque teve Bruno Fernandes um super jogador, que eliminou, quase sózinho, o Slb do fanfarrão Lage e Renan, um GR mediano, mas que é muito a defender penalties. Mr.Keizer vai sair, mais tarde ou mais cedo mas, para mal dos nossos pecados, parece que vai ser mais tarde, quando já estivermos a lutar, apenas, pelo terceiro lugar. Como Varandas diz que não está preocupado, deve ser porque ele consegue ver aquilo que a maioria de nós não vê. Quando os sócios se cansarem dos fracos resultados e começarem a apupar a equipa,o Mister e também ele próprio, vai ver, ou pelo menos, ouvir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Não gostava de começar desde já a ter uma opinião definitiva sobre o Marcel Keizer, mas não se vêem melhorias e do Keizerball não há memórias. Tínhamos vários problemas e um era o Peseiro. O Varandas resolveu-o. Não sei se não arranjou outro.

      SL

      Eliminar
  10. Excelente e lúcido texto, como sempre.

    ResponderEliminar
  11. Caro Rui,

    Mais uma vez uma excelente crónica, que toca nos pontos essenciais. O nosso plano era surpreender o adversário, passada a surpresa perdemos essa vantagem e o nosso treinador nunca conseguiu arranjar outra. Continuamos sem pernas para 90 minutos, como refere já há muitos anos. A equipa é praticamente a mesma da final da taça, mas gastou-se o que poderia render pelo menos 3 titulares...

    Posto isto é inevitável que se comece a questionar tudo. A estratégia do treinador parece desalinhada com a cultura do clube. A estratégia da direção não se sabe sequer se existe. São apenas exemplos. A vantagem destas derrotas, a existir, é mesmo essa: questionar tudo. Será que quem está à frente do Sporting vai aproveitar para questionar a sério o que aconteceu ou vão preferir acreditar que é fruto do acaso ?

    SL,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João,

      A surpresa funcionou. O Sporting esteve mais confortável com a bola e, assim, evitou a principal arma do Benfica: o contra-ataque. Do meio-campo para a frente, o Benfica é superior. Do meio-campo para trás, tenho as minhas dúvidas.

      O problema não é o resultado e a derrota. É a sequência. A equipa não dá sinais de melhoria relativamente à época passada. Na época anterior, ainda se podia explicar pelo facto de o treinador ter chegado a meio e a direcção também. Nesta, não se compreende ou só se compreende se se compreender também que o trabalho não está a ser bem feito.

      SL

      Eliminar
  12. Completamente de acordo com o post. Tivesse o BF marcado na jogada em que aparece isolado, e o jogo, provavelmente, seria diferente. A defesa tem sido o pior sector da equipa na pré-época, devido a vários jogadores desse sector terem níveis de preparação diferentes, e o treinador ter feito várias experiências. A nossa preparação não está, ainda, ao nível da do Benfica. Enquanto houve pernas e cabeça a coisa equilibrou-se, quando deixou de haver cabeça, foi o descalabro.

    P.S.1 - Infelizmente os jogos ou os programas de desporto da rtp, são sempre transmitidos com óculos vermelhos. Pode ser sarampo?
    P.S.2 - Ainda não percebi os que de uma forma fanática apoiam o ex-presidente. Depois de destituído (não foi pelo Varandas) e expulso, esperam o quê? Um milagre de Fátima. Chamar croquete a Varandas é risível, tem, provavelmente, mais "berço" o ex-presidente que o actual.
    J.Oliveira. SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro J. Oliveira,

      O Coates e o Acuña não estão em forma e isso foi notório. O Thierry Correia só foi alternativa depois de se esgotarem todas as outras. A equipa foi a jogo com uma defesa que não pode estar consolidada pelos tempos de preparação dos diferentes jogadores. Acho que uma parte do descalabro também foi físico. No Coates e no Acuña foi muito evidente.

      Pede-se que os comentários sejam feitos por alguém que não veja o jogo como adepto, que não veja o jogo em função de uma só equipa e a outra pouco conte ou só conte por referência à primeira. Estavam a jogar duas equipas e é preciso ver as duas equipas a jogar. É uma doença e é grave por se tratar de uma televisão pública.

      Quem votou a destituição foram os mesmos que deram as vitórias eleitorais. Não podem ser inteligentes para umas coisas e estúpidos para outras. É preciso respeitá-los e saber (con)viver com as suas decisões.

      SL

      Eliminar
  13. Caro Rui, no post anterior deixei algumas perguntas e antevi que keizer saía em Dezembro, hoje tenho a certeza que sai muito antes disso. Infelizmente tenho também a certeza que teremos uma época que nos vai envergonhar como aconteceu há 7 anos atrás. Mas talvez necessitemos disso, talvez só batendo no fundo conseguimos aprender de vez pois pelos vistos o sétimo lugar da outra vez não chegou.
    Keizer não é só fraquinho, é também alguém que foi contratado para apenas escolher o 11 inicial. Quem trouxe keizer não percebe nada disto e ainda por cima quer decidir jogadores dispensados e contratados.
    Felizmente sei que quando os que mandam não percebem nada da poda cairão rapidamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Pedro,

      Levanta um ponto importante. Porventura o Keizer é o tipo de treinador que não faz exigências quanto às contratações. Mas também é verdade que outros treinadores, como JJ, impõem-nas e depois também é um sarilho.

      É preciso ver sempre as coisas em perspectiva. O Campeonato como está não é para nós, nem que tivéssemos o City e o Guardiola. O que se espera é que se jogue bom futebol e se valorize os nossos jogadores e a nossa academia. Atenção, com o Paulo Bento com mau futebol mas liderança musculada ganharam-se umas taças e assegurou-se a participação na Liga dos Campeões. Mesmo assim, os adeptos não gostavam, sobretudo a partir de certa altura. Nenhum procurou perceber que não foi por ele nem por nós que não se ganhou nenhum campeonato. Não se ganhou porque é assim que as coisas são enquanto continuarem a ser como são.

      SL

      Eliminar
    2. Ao Pedro Andre

      No tempo do outro presidente e outros treinadores, um deles a ganhar principescamente 8/9 milhões época, é que só trazíamos craques, a aqui vai a lista: Alan Ruiz
      André Balada
      André Geraldes
      Aquilani
      Azbe Jug
      Castaignos
      Ciani
      Cissé
      Douglas
      Dramé
      Enoh
      Elias
      Ewerton
      Federico Ruiz
      Heldon
      Jatobá
      Leonardo Ruiz
      Lumor
      Magrão
      Marcelo
      Markovic
      Marvin
      Matías Pérez
      Mattheus Oliveira
      Maurício
      Meli
      Misic
      Naby Sarr
      Naldo
      Petrovic
      Piris
      Rabia
      Rosell
      Rúben Ribeiro
      Ryan Gauld
      Sacko
      Schelotto
      Shikabala
      Slavchev
      Spalvis
      Tanaka
      Vítor Silva
      Viviano
      Welder

      Velhos tempos em que 5 anos fomos sempre campeões, não foi?

      PS - Agradeço ao caro Rui Monteiro que publique este meu comentário.

      J.Oliveira. SL

      Eliminar
    3. Oliveira, quem é que mencionou o presidente anterior? Esqueça o homem, é passado e ja nem socio é.
      Interessante como para algumas pessoas criticar esta direção significa ter saudades da anterior (noutros espaços até existem rotulos de orfãos e viuvos e dementes e todo o tipo de mimos)
      E quem é que falou em jogadores? Isso para mim é secundario, a grande questão e o grande problema é outro!

      Eliminar
    4. Caro Rui,
      sem duvida, na minha opinião JJ foi um erro colossal, e disse-o aquando da sua contratação.
      Alias, se não tivesse havido JJ tenho a certeza que agora nao havia Keizer!

      Eliminar
  14. Caro Rui Monteiro
    Lembro-me bem do saturação que nós (e os jogadores tmabém) atingimos com Paulo Bento. Ele até entrou bem e foi uma lufada de ar fresco em oposição ao super-perdedor Peseiro mas, quando o Presidente de cabeleira branca e que só percebia da banca, inventou o Paulo Bento Forever, já nós estvámos fartos do Bento e claro que Pongolle, esse extraordinário PL,também não ajudou. Mas há algo que é indiscutível, como não havia dinheiro (excepto para o Pongolle), Paulo Bento apostou, com sucesso nos jogadores da formação (com Keizer ou JJ, o Rui Patrício nunca teria chegado a titular) e só não ganhou o campeonato devido ao célebre golo de mão de Rony do Paços Ferreira. Nesses tempos era a sistema (como dizia o tonto mas honesto Dias da Cunha)do norte que dominava, hoje em dia o sistema mudou de cor, como todos sabemos.
    SL

    ResponderEliminar