segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

E mal pagos

Uma coisa é não jogarmos grande coisa. Outra bem diferente é perdermos. É que não são a mesma coisa, embora pareçam. Alguém se lembra de o Benfica ou o Porto serem eliminados de uma competição com uma derrota nos termos em que sucedeu a do Sporting contra o Gil Vicente? Alguém acredita que o Benfica ou o Porto pudessem ser eliminados de uma competição com uma derrota nos termos em que sucedeu a do Sporting contra o Gil Vicente?

O mérito não é absoluto. O mérito é relativo. Nunca podemos levar até às últimas consequências o exercício contrafactual, mas podemos imaginá-lo, pelo menos.

Nas primeiras três jornadas fomos roubados de forma (reconhecidamente) indecorosa. Na primeira jornada, o Benfica empatou com o Gil Vicente com um golo fora-de-jogo. Na jornada seguinte, a cinco minutos do fim, quando ganhava por dois a um ao Feirense, o Javi Garcia faz uma penalty descarado, que não foi marcado. Vamos admitir que teria perdido o primeiro e empatado o segundo jogo. O que não se diria do Jorge Jesus com um só ponto ao fim de duas jornadas depois de uma época a levar um banho do Villas-Boas?

Na primeira jornada, o Porto ganhou ao Guimarães com um penalty que resulta de um empurrão num canto. Um daqueles tipos de penalties que só se marcam a favor dos mesmos, porque, relativamente aos outros, os nossos especialistas de arbitragem dizem que só se conseguem ver na televisão. No jogo seguinte, contra o Gil Vicente, esqueceram-se de expulsar o Otamendi e marcaram mais um penalty resultante de um empurrão. Nenhum destes penalties foi tão nítido como o do Jardel sobre o Onyewu. Só que esses foram marcados e aquele não.

Ao fim de três jornadas, o Sporting podia estar à frente, com cinco pontos de vantagem sobre o Benfica e o Porto. Só que não estava. Estava a sete pontos do Porto e a cinco do Benfica. Esse diferencial resultou do futebol jogado dentro do campo?

Este ano, tínhamos o Godinho Lopes para fazer de Presidente, e dizer umas coisa de vez em quando, o Domingos para treinar, o Carlos Freitas para contratar jogadores e o Luís Duque para fazer o roteiro da carne assada pelos locais mais (im)prováveis do país. Dos três primeiros tenho visto alguma coisa; pouco, mas alguma coisa, mesmo assim. Do último é que não vejo nada. É que se não é para isso que está lá, então, está lá para quê?

14 comentários:

  1. Pá... Basta uma palavra para caracterizar este post:

    PERFEITO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Virgílio,

      Obrigado, É que às vezes gostamos de nos flagelar. Somos ... e mal pagos.

      SL

      Eliminar
  2. acho que nem tu acreditas em tudo o que escreves...
    Ridículo...

    Ricardo Nascimento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Ricardo Nascimento,

      Mas em que é preciso acreditar? O Sporting não foi reconhecidamente roubado nas primeiras jornadas (e digo reconhecidamente, não foram só os sportingusitas a dizer isso)? O golo contra o Gil Vicente não foi em fora-de-jogo? O penalty a favor do Feirense nunca existiu? Os penalties por empurrão, os únicos que foram assinalados esta época deste tipo, nunca aconteceram? O Otamendi foi expulso?

      O que é que tudo isso tem que ver com o Sporting jogar bem ou mal? Essa relação é que não vislumbro. Os comentadores dizem-me que se o Sporting joga mal é prejudicado e os outros beneficiados. Não consigo perceber o raciocínio, mas é problema meu seguramente.

      Eliminar
    2. Caro Rui Monteiro

      Comentários desse calibre, claramente de porcos ou corruptos, não deveriam merecer resposta. Deviam ser apagados. Isto é um espaço Sportinguista, e não uma qualquer retrete infecta da pocilga ou do morcão.

      Eliminar
  3. Espectacular! No entanto, este trabalho deveria ser feito por uma comunicação social isenta... Mas isso seria num mundo prefeito e ninguém quer um mundo perfeito, porque aí todos ganhariam e os que fazem de tudo para ganhar já não seriam os únicos!
    Pensei muito acerca de como o Sporting pode voltar a ser respeitado, como seria a melhor maneira. Corrupção como o puerto fez, não é possível, e já nem falo em termos éticos, é porque o terreno já está tão minado que o SCP só iria se magoar! Fazer blackout à comunicação social, impedir que a maioria da comunicação entrasse no estádio era uma boa manobra, mas já se sabe que quem tem uma caneta, tem mais poder que uma espada e essa espada já está do lado dos galináceos.... Partir dentes e algo mais aos paneleiros dos apitadores era o que mais me agradaria, mas quanto mais o Sporting se queixa, mais é prejudicado! Ainda agora, neste momento estou perplexo com a noticia acerca do apoio que a APAF deu aos apitadores que recusaram apitar o SCP há quase meio ano!!!! Então e os comentários do presidente e do treinador do puerto foram bem piores e esses trates, que tão ofendidos ficaram há meio ano, agora nem pestanejaram... Assim como nunca vi um jornal como o publico fazer uma capa acerca de futebol, quando fez foi a difamar o clube.... Meu Deus, até o fiúza goza com o Sporting ..... O fiúza!!!!
    Por isso o que há a fazer é tão simples, tão simples, mas para o Sporting parece ser tão difícil: é vencer, vencer e vencer! Se o Sporting vencer, podem disser o que quiserem, mas mais tarde ou mais cedo vão começar a respeitar o clube.... Por isso é necessário união e perseverança, tipo Rocky, levar pancada, muita pancada, mas se no final vencer o respeito vai aparecer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Karl,

      Este mundo do futebol é como outros (sub)mundos. Não se chega e de um dia para o outro toma-se conta disto. Não foi por acso que o sporting ganhou dois campeonatos com o sorteio dos árbitros.

      É preciso fazer o roteiro da carne assada e pouco a pouco ir federando descontentamentos em nome de qualquer coisa com regras. Na altura, o descontentamento do Guimarães e uma certa desvença entre o Pinto da costa e o Valentim Loureiro permitiu o sorteio. Temos que aproveitar mais destas.

      SL

      Eliminar
  4. Karl, Convence-te disto: Vencer, vencer e vencer a ser roubado, roubado e roubado só se já tivermos nascido milionários, bilionários ou multimilionários... Não dá.

    ResponderEliminar
  5. Por acaso jogamos muito mal contra o Beira-Mar e ganhamos e até jogamos bem (um dos melhores jogos dos ultimos 2 meses) contra o Gil e perdemos. Mas não iremos perder sempre se continuarmos a jogar como fizemos na 1ª parte.

    ResponderEliminar
  6. Não há penalty do Jardel sobre o Onynãoseidasquantas! é o jogador do sporting que puxa o central do benfica a tentar "cavar" um penalty! o árbitro não foi parvo! repetir uma mentira muitas vezes, não a torna verdade....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Além de otário tb és cego anónãoseidasquantas...

      Eliminar
  7. É um excelente blogue, pena é que permita que aqui venham alguns lampiões e andrades (de baixo nível) perturbar o raciocínio dos sportinguistas! Mas,vamos ao que interessa!Logo, não podem haver desculpas, só há um resultado possível a nossa vitória! Nós somos o SPORTING! Temos por nós mais de 3 milhões de almas (reais)não a ficção (que dá muito jeito e proveitos) dos 6 milhões! Que os jogadores saibam merecer a honra de serem os escolhidos para envergarem a tão gloriosa camisola listada verde e branca! Tudo o resto é relativo: se chove ou faz sol, se há vento norte ou sul, se o estádio está cheio ou meio. Os sócios e adeptos não merecem mais desilusão! S.Leoninas.

    ResponderEliminar
  8. Com lesões e sem lesões. Com castigos e sem castigos. O que não se pode admitir é que uma equipe tecnica que se preze não ponha uma equipe a jogar com os mesmos (ou quase) cada jogo que passe, em cada semana de competição.Os arbitros tem importancia , caro Rui, mas não são a explicação para tudo.
    Não admito que ponham em causa o meu sportinguismo. Mas já são muitos anos a acompanhar o futebol (chamam-me sócio cinquentenário e assumo com o maior gosto) do nosso clube e ainda bem que há espaços como este onde possamos discutir as nossas ideias e trocar opiniões. Mesmo que não sejam do nosso agrado acho que devemos falar a verdade e dar a nossa versão do que nos vai na alma.
    E neste caso não vislumbramos nada de bom. Porque é que não se acerta?Quanto tempo mais vamos ter de esperar? Porque é que nunca mais podemos exclamar:"até que enfim". Não queremos estar sentados a ver o nosso clube e a prever aquilo que não desejamos. Ver os jogos do nosso clube não pode ser um sacrificio, nem os podemos enfrentar com medo.
    Tivemos dezoito reforços no inicio, mas a pre-epoca começou em Julho de 2011.Já lá vão quase 8 meses.Cada semana que passa é mais um (ou varios) romance que aparece.E sem solução para a asneirada . Não aparece o bom senso. Toda a gente fala e nos bastidores de certeza que há alguem a manobrar.Para o mal, sendo que deveria ser para o bem
    Haverá dinheiro para todos os encargos? Não é só o dinheiro que resolve os problemas. Competencia e dedicação precisam-se.
    Logo vai estrear Xandão e regressar Rinauldo. Em relação a este ultimo só lhe desejo boa sorte. Mas "experimentar" mais um central num jogo desta importãncia, só não vê quem não quer ver. Mas não há mesmo alternativa? Responsabilizem o departamento medico que não actua com competencia ou quem foi responsável por comprar jogadores que já estavam "coxos", antes de virem.
    Assim é que não.
    Deus queira que eu esteja enganado.

    ResponderEliminar