sábado, 25 de março de 2017

Tanto mar



Tanto mar – Chico Buarque
(ligeiramente adaptado)

Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente
um velho cravo para mim

No entanto, já murcharam tua festa, pá
O miúdo do FCP alegremente
Nas redes futuras marcou um habilmente
foi a festa do costume como quando acontece assim.

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, como é preciso,
Navegar, navegar

O Fernando foi inventando um lampião para jogar
Na Luz ambicionava, sonhador, um a marcar
O melhor que conseguiu, foi pôr a malta a ganhar
com os leões do costume a jogar e a marcar

Canta primavera, pá
Cá estou carente
Manda novamente
algum cheirinho de alecrim.


video


Sem comentários:

Enviar um comentário