segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Desperdícios

O jogo resume-se aos desperdícios do Sporting. Há mérito em criar as oportunidades. Há mérito em controlar o jogo do princípio ao fim sem dar uma abébia ao Guimarães. Mas não se podem falhar golos cantados de todas as formas e feitios. Foi de baliza aberta. Foi de penalty em movimento. Foi, sobretudo, cara-a-cara com o guarda-redes.

O Sporting fez um excelente jogo. Estava muito bem preparado para o que o esperava. A defesa esteve intransponível. A dupla William Carvalho – João Mário, mesmo em desvantagem no meio-campo, não deu hipóteses. Nem uma transição ou um contra-ataque para amostra. Ruiz fartou-se de jogar. O “Chuta-chuta” também. Pesou a responsabilidade do jogo ao Gelson Martins. O Slimani está acabrunhado. O risco do amarelo, o risco de ser castigado – como alguns anunciam - faz com que perca aquelas que são as suas principais virtudes: a pressão incessante sobre a defesa e a disputa da bola doa a quem doer sem dar uma por perdida.

O Jorge Jesus fez quase tudo bem. Organizou bem a equipa. Percebeu a oportunidade das substituições. Continua é com o fetiche do Teo. O Teo é um caso à parte. É um problema de ritmo, de entrega e de agressividade. Contrasta com o resto da equipa. Parafraseando o Barão de Itararé, de onde menos se espera é que não sai nada mesmo.

Estou de acordo com o Jorge Jesus. O campeonato está difícil, principalmente para quem está atrás de nós.

8 comentários:

  1. Pior que isso é a PwC (PricewaterhouseCoopers) ter recusado a dar o seu aval às contas semestrais da Bruno SAD.
    O R&C devia ter sido publicado ontem mas os auditores não aceitaram o que lhes foi apresentado e até agora nada foi publicado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde é que isso está escrito? No Hugo Gil? Ou foi o Guerra que disse?

      Diga lá, onde é que leu, para eu também ler.

      Eliminar
    2. Meu caro,

      Estamos a falar de futebol. A conversa sobre crise financeira internacional é noutro lado.

      Eliminar
  2. Caro Rui,

    A estratégia de condicionamento do Slimani começou logo no final do jogo da taça. E tem pilhas duracel.

    Quanto ao resto, mais do mesmo, falhamos quando temos que falhar. Venha o resto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Gabriel,

      A estratégia de condicionamento do Slimani tem funcionado. Agora pode ser que arrebente no jogo em que lhes dá menos jeito: exactamente contra eles.

      SL

      Eliminar
  3. Caro Rui,

    Desperdício é mesmo a palavra de ordem. Mais uma vez uma excelente abordagem ao jogo, faltou de facto poder de fogo para concretizar.

    No final do dia estamos em 1º e para a semana recebemos o 2º. Já há muitos anos (desde Peseiro?) que não chegávamos a esta altura do campeonato tão bem classificados. Não trocava esta posição nem pela estrutura do 2º classificado nem por um ou dois Ferraris do 3º!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João,

      É difícil fazer melhor e pior a mesmo tempo. Há muitos anos que não via um Sporting tão dominador em Guimarães. Infelizmente não marcámos.

      Ser campeão é um momento. Mal se é começa-se a pensar na próxima. O processo é que conta. Esse é que se prolonga no tempo. No que respeita ao processo esta ano não nos podemos queixar. Estamos em primeiros há uma série de jornadas.

      SL

      Eliminar
  4. Portugal é um grande cagavam sobre um pau e um povo com palhacos xenophobos, racistas e muito mais!!!

    Pa mais imformaciones visitem:

    http://portugaleumamerda.blogspot.ca/
    http://portugalisaracistcountry.blogspot.ca/

    ResponderEliminar