domingo, 22 de dezembro de 2013

Voltando ao mesmo

Ontem, o Sporting não terá feito uma boa exibição segundo muitos. A questão é que os jogos são as suas circunstâncias também.

Não começámos bem, mas por volta dos quinze minutos pegámos no jogo. Começaram os ataques com perigo. Aí entrou o árbitro a equilibrar. Dois foras-de-jogo mal assinalados. Duas vezes, o Carrillo ganha ao adversário e das duas vezes o adversário trava-o com os braços. Quatro lances de perigo que não deram em nada por superior intervenção da arbitragem.

A intimidação foi fazendo o resto. As equipas de Manuel Machado são sempre do mesmo tipo. São constituídas por uma série de calmeirões. Passam o jogo a dar pau. Ou os árbitros controlam isso ou, então, é muito difícil jogar contra eles. O árbitro deixou dar pau. Do outro lado, começaram as faltas e faltinhas do costume. De repente, por volta dos 30-35 minutos, deixou-se de jogar. Cada falta, lançamento de linha lateral ou pontapé de baliza demorava uma eternidade.

Na segunda parte mais do mesmo mas com ligeiras “nuances”. Começaram os amarelos aos nossos jogadores. Depois de tudo o que se viu, o amarelo ao Mané é de ir às lágrimas. E chegou a cereja em cima do bolo: o golo (mal) anulado. O empurrão foi de tal forma evidente que o jogador do Nacional em vez de cair para a frente caiu para trás. Acabado o jogo procurou-se reinterpretar a história. O árbitro pode não ter marcado a suposta falta do Slimani, mas a do Montero meia hora antes. É uma narrativa conveniente. Tem é o inconveniente de não condizer com os factos. O árbitro só apitou depois do golo e não meia hora antes. Dirigiu-se para o local da suposta falta do Slimani. A má consciência foi tanta que passou a marcar falta qualquer que fosse o toque com as mãos nas costas do adversário.

Faltou, ainda assim, um suplemento de alma ao Sporting para repor a verdade desportiva. O suplemento que permitiu virar o jogo contra o Marítimo. Mas nem sempre é possível.

Acabado o jogo, acabou a suposta candidatura ao título do Sporting; apesar de continuarmos em primeiro. Esse tom está por todo o lado. Na conferência de imprensa, nos jornais, nos comentários. Todos perceberam o que aconteceu ontem. Ontem foi o aviso final. Far-se-á o que se tiver que fazer para que tudo continue na mesma. Resta saber como é que vão reagir os jogadores e adeptos do Sporting. Serão capazes, mesmo assim, de lutar contra o destino que sempre lhes esteve traçado?   

21 comentários:

  1. Pois eu acho que o que se passou só deve servir de motivação extra aos nossos jogadores. Jogue-se de raiva, mas com cautelas, para não acabarmos os jogos com menos um ou dois em campo, que isso a "agressividade" só é permitida a alguns.

    ResponderEliminar
  2. http://misticaleonina1906.blogspot.pt/2013/12/a-prova-de-que-nao-houve-falta-de.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Não é preciso ver as repetições.

      SL

      Eliminar
  3. Ontem empatámos...1-0. Este roubo só me dá mais motivação e mais força para lutar contra o SISTEMA e apoiar o Sporting Clube de Portugal em todos os jogos em que possa estar presente. No Estádio muitas pessoas viram, o apitador rodar em direcção ao centro do terreno (sinal de que assinalou ou ia assinalar golo), será que existem imagens?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Excelente expressão: "empatámos 1 a 0".

      SL

      Eliminar
  4. Estou farto de gente com memória fraca!
    Falam de agressividade! Eu vi um jogo de homens...
    Falam de um golo mal anulado! Será que o Sporting nunca foi favorecido neste campeonato? Querem uma lista?
    Falam de vergonha do Futebol? Qual vergonha? A grande penalidade assinalada contra o Porto 2 metros fora da área, ou a grande penalidade marcada 2 metros fora de campo a favor do Sporting? Ou falam do golo em fora-de-jogo contra o Benfica para o campeonato?
    Ganhem memória…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Nesta coisa dos homens o árbitro também conta?...É que foi este mesmo árbitro que marcou um penalty contra o Porto dois metros fora da área.

      Não se aborreça. Por quanto ainda estamos em primeiro, mas pelo que viu, não vai ser por muito tempo.

      Eliminar
  5. Ou do penálti contra o Arouca que evitou uma derrota na Luz. Ou do fora de jogo em Olhão que evitou o empate. Ou dos penáltis escamoteados ao Sporting na Luz que evitaram a eliminação do glorigozo da taça de Portugal. A minha memória está óptima, obrigada. Era o que faltava não se poder reclamar dos prejuízos. Vocês ainda não se calaram com a ladainha do jogo da terceira jornada. Tanto benefício que já tiveram depois disso... Ou a tua memória é que está a falhar? Provavelmente sofres de alzheimer. Diz que as pessoas que padecem desse mal só se lembram de episódios antigos. O passado recente é confuso, baralham-se. Há medicação que atenua esses efeitos. Dirige-te ao teu médico de família e expõe-lhe o teu problema. Não tens de quê.

    ResponderEliminar
  6. Pois, mas para ter moral para reclamar dos prejuízos é preciso ter a folha dos benefícios limpa, e infelizmente não é o vosso caso. O Sporting não tem moral para vir com o discurso dos perseguidos, dos que estão fora do sistema, dos que incomodam muita gente. Vocês não incomodam ninguém. Quando perdem ou empatam é porque são piores ou, pelo menos, tão fracos como os outros..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é mesmo esse o problema. Quando somos piores ou iguais, perdemos ou empatamos. Já outros ilustres concorrentes perante a mesmo situação acabam por ganhar e empatar. Essa é uma das diferenças. Há outras, como o facto dos nossos blogues serem mais interessantes.

      Eliminar
    2. Como escreves como anónimo, não poderei satisfazer a minha curiosidade quanto à tua reacção quando o teu clube é prejudicado. Apesar da folha suja. Tenho pena.

      Eliminar
    3. Pois, os ilustres concorrentes ganham porque são bons e melhores. Um deles foi a 7 finais europeias e ganhou duas e o outro foi a 8 finais de competições internacionais e ganhou 7. Clubes cujos resultados obtidos fora deste território de guerras mesquinha falam por si. Clubes com história, com ambição e com património internacional. Clubes que se preocupam em ter as melhores equipas e os melhores treinadores. É dura a realidade, eu sei...

      Eliminar
    4. Meu caro,

      Não pense mais nisso que se está a perder no raciocínio, que não era mau. Daqui a pouco estamos a falar do Carlos Lopes, do canto do Morais, dos jogadores do Sporting da seleção e por aí fora e acabamos todos em lágrimas.

      Bom Natal (este ano é verde, desculpe lá qualquer coisa)

      Eliminar
  7. Ao Anónimo lampião e andrade (que eles agora protegem-se...E eu como tal, não sei qual o seu clube)

    Uns foram a finais e foram campeões, no tempo de Salazar, quando eram o clube do regime, quando existiam muito menos equipas, quando as bolas eram quadradas...A outra foi campeã e foi à champions, por que havia o Apito Dourado (será que ainda existe?). Algum mérito tiveram, ambos os clubes, mas na minha opinião, pouco foi! Só para falar em 2 jogos recentes Arouca e Olhanense, os apitadores ofereceram 3 pontos ao Slb, e no jogo do porto com o Rio Ave o golo de J. Martinez foi fora de jogo, oferecendo 2 pontos aos andrades. Como ta, o caro anónimol deve ter mais atenção quando escreve o que escreve.

    ResponderEliminar
  8. Coração Azul e Vermelho25 de dezembro de 2013 às 22:56

    ... E já que o sistema não vos deixou ir à champions, afinal porque ganharam tão pouco na UEFA, praticando tanto contra equipas de segunda na Europa? Vão dizer-me que a culpa foi do Salazar e do El Apito Dourado?

    Termino dizendo-lhe que não sou anónimo e que o meu coração tem duas cores: azul e vermelho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque o sistema não nos deixa ganhar para fazermos receitas para comprar jogadores que façam a diferença? Mesmo assim, na UEFA, as prestações volta não volta até escapam. Já as tuas na Europa... até parece que é brilharete atrás de brilharete. Diz que perdeste uma meia-final contra o Braga e perdeste uma final. Isto na tal liga dos fracos, porque na champions... bem, é brilharete atrás de brilharete. Tem juízo.

      Eliminar
    2. Coração Azul e Vermelho27 de dezembro de 2013 às 17:08

      Quem lhe disse que sou benfiquista!?

      Sou do Belenenses e do Salgueiros, e sei bem que não é preciso ter dinheiro para ser campeão europeu. Veja só o caso do Porto que ganhou com jogadores comprados ao Setúbal, ao Leiria e ao Alverca, e com um treinador que o Sporting desperdiçou.

      Além disso basta analisar as declarações do seu presidente, o Bruto de Carvalho, para perceber que a má gestão do clube no passado originou a situação atual do Sporting!!! De que servem as famosas auditorias internas que ele quer fazer se a culpa tivesse sido do sistema? Será que ele tem dúvidas ou quer apanhar outros criminosos?


      Eliminar
  9. até os comemos! saudações leoninas

    ResponderEliminar
  10. Eu pensava que já era claro para todos que o Sporting não era candidato ao título. Afinal de contas está à vista, só este ano em Alvalade já perdemos 4 pontos por falta de "estrelinha": num foi uma mão na bola que o árbitro não viu; no outro foi uma mão nas costas que só o árbitro viu.

    Caso arrumado pensava eu, mas... o facto de ainda termos adeptos adversários vir aqui comentar, dá-me uma certa esperança! Ou são eles que andam mesmo mal, ou somos nós que andamos melhor do que parece...

    SL e votos de um 2014 "Limpinho, Limpinho"
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João,

      Estes comentários enchem-me de esperança. Não têm grande confiança nas suas próprias equipas.

      SL

      Eliminar