quarta-feira, 22 de maio de 2013

Resultados assim-assim

Já toda a gente falou sobre a saída do Jesualdo Ferreira. A meu ver, do que fui lendo, confundem-se duas coisas. Uma coisa é saber se existiam condições para ele ficar. Outra, completamente diferente, é avaliação pura e simples da sua saída. Sobre isto não tenho dúvidas. A sua saída não é boa para o Sporting.

Não é um técnico excecional. É competente. Haverá muitos outros com o mesmo nível de competência. O que ele dispõe que os outros não dispõem é de autoridade. E isso notou-se. Não me refiro à autoridade sobre os jogadores. Refiro-me à autoridade que lhe advém da forma como é visto pela imprensa e pelos mais diversos agentes do futebolês nacional.

Continuámos a ser gamados. Só que o gamanço saiu mais caro a quem o praticou. Mais, a imprensa não teve as mesmas condições para branquear esses gamanços. O Jesualdo Ferreira dispõe de uma autoridade que mais nenhum outro treinador dispõe. Essa autoridade é fundamental para os tempos que se vão seguir. É que, ao virar da esquina, continuam a estar os do costume à nossa espera.

Espero que os resultados sejam melhores do que os desta época. É quase impossível que o não sejam. Mas, dificilmente, passarão do assim-assim. Não há muita margem para que sejam outros. Quando confrontados com esses resultados, veremos como resistem o Leonardo Jardim e a Direção do Sporting.

19 comentários:

  1. Na próxima época já te estou a imaginar a celebrar com xampanhe e caviar as derrotas do Sporting, só para criticar o Bruno de Carvalho.
    Enfim, o que nasce torto (croquetes) nunca se endireita.
    CARREGA BRUNO

    ResponderEliminar
  2. ...este liedshow...pica-se! Só pode ser!!

    ResponderEliminar
  3. "Carrega Bruno".

    Os unicos que eu conheco que usam a expressao "Carrega" sao os lampioes.

    ResponderEliminar
  4. Pois, o Bruno de Carvalho de certeza bem dispensa apoiantes estúpidos como esse aí de cima...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      A malta confunde-se. Os inimigos são outros. São os de sempre. E esses continuam. Vamos ver que Capelas nos reservam para a próxima época.

      SL

      Eliminar
  5. "o Bruno de Carvalho de certeza bem dispensa apoiantes estúpidos como esse aí de cima..."

    Será?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Não se pode confundir o clube com quem o presidem em cada momento. A nossa obrigação é sermos exigentes com quaisquer presidentes. É essa a nossa obrigação, democrática, digo eu.

      SL

      Eliminar
  6. Caro Rui,

    Absolutamente de acordo quanto aos méritos do Jesualdo enquanto treinador: não é nada de especial, mas para o que era servia na perfeição. Nunca tinha pensado na questão da "autoridade" do Professor, mas parece-me fazer sentido. Tenho pena que não fique pelo menos mais um ano.

    Quanto a Leonardo Jardim, entre o leque de potenciais candidatos ao lugar que por aí andavam, parece-me o melhor. Nesse sentido é uma boa escolha. Espero que opte por um futebol de ataque e que aproveite o tempo que tem a mais que a concorrência (por via de não participar na UEFA) para corrijir os nossos mais que evidentes pontos fracos nas bolas paradas (defensivas e ofensivas). Aliás esse trabalho começa no desenho do plantel. E como tem sido por aqui dito esse trabalho em Portugal vale muitos pontos, mesmo.

    Um último comentário, aos comentários. Eu votei no Bruno de Carvalho. Acho que tem estado muito melhor do que a maior parte dos antecessores e acho que teria feito melhor em ficar com o Jesualdo. Mas acho ridículo que se acusem todos os que pensam seja o que for de diferente do que ele faz sejam logo apelidados de "Croquettes".

    SL,
    João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João,

      O Jesualdo Ferreira confere maior proteção. Não é fácil desancá-lo. Não é fácil ignorar as suas críticas à arbitragem. Defendia-nos melhor. Tirando isso, não sei se é melhor que o Leonardo Jardim. Aliás, dentro do que estava disponível, considero que o Leonardo Jardim é um boa escolha. agora, neste contexto, entre ele e o Jesualdo preferia o Jesualdo. Noutro contexto, talvez preferisse o Leonardo Jardim.

      Como disse atrás, não se pode confundir a instituição com quem a preside. Devemos ser exigentes com quem a gere. Esse é o nosso problema e não é só no futebol.

      SL

      Eliminar
  7. Caro Rui,
    Concordo em toda a linha com o que referiu. Com tudo mesmo.
    Mas infelizmente sabemos 2 coisas:
    1. JF não sentiria estimulado em passar um ano fora das competições europeias, ainda para mais sem a tal autonomia para decidir e planear o ajuste do plantel (visto que os euros escasseiam);
    2 Bruno de Carvalho teria que cumprir a sua promessa eleitoral (o que lhe era exígivell por quem nele votou) sob pena do descrédito e de se por a jeito para a crítica fácil ao primeiro resultado indesejado em Agosto, para além de que a prazo e nesse cenário a relação Inácio - JF ficaria inquinada, o que seria mais um problema para a direcção (a juntar aos eventuais maus resultados)

    A saída era inevitável embora, como diz e bem, não fosse porventura a melhor solução.

    BC vai por em prática o que prometeu em duas eleições, em termos de estrutura, e esperemos que as coisas lhe corram de feição, porque como disse o Rui no fim do seu post, os do costume lá estarão na esquina do próximo campeonato para nos fazer a folha.
    Tão certinho como sempre.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Compreendo que diz. Compreendo as circunstâncias. Agora, o resultado não é bom. O JF não é, porventura, melhor que o LJ. O problema é toda a envolvente (a imprensa, os árbitros e a Federação e a Liga). Com o Jesualdo estávamos mais protegidos. É que se as coisas começarem a correr mal, e estamos habituados a isso, a direção vai ficar fragilizada logo no princípio do mandato e isso é mau.

      SL

      Eliminar
  8. Este blogue é mesmo muito bom.

    O post está lapidar, pelo menos na apreciacao que faz do Jesualdo. Também eu concordo que a Imprensa tem uma espécie de respeito e veneracao pelo Jesualdo (pela idade?) que fez muito bem ao Sporting e nos permitiu respirar durante este final de temporada.

    Eu sempre disse: O maior desafio que se coloca a qualquer Direccao do Sporting nao é escolher o melhor treinador disponível. É ser capaz de ter tomates para o proteger (e para se proteger a si própria) da Comunicacao Social, dos "velhos de Alvalade", de todo o ruído de fundo que surgirá inevitavelmente quando, também inevitavelmente, surgirem maus resultados. Porque eles vao surgir. A Imprensa escolhe quando as coisas vao mal. Podem ser 3 derrotas consecutivas ou 3 empates consecutivos ou 4 jogos seguidos sem vencer. A Imprensa decide quando estamos em "crise". E, passe o cliché, é nesses momentos que os meninos ficam com medo e os homens arregacam as mangas e protegem os seus.
    Só desejo ao BdC e Inácio que sejam capazes de lidar com esses momentos.

    Recordo que, se Godinho Lopes & Ca. tivessem sido fortes e dotados de vontade férrea e estratégia hábil, podíamos agora estar a terminar uma temporada com Domingos em que teríamos feito mais 20-25 pontos do que aqueles que realmente fizemos, já teríamos ganho uma Taca de Portugal em 2011-12 e se calhar teríamos um treinador que havia durado 2 temporadas consecutivas, a caminho da 3a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Agradeço a referência. Nesta altura corre tudo bem. Simplesmente não há campeonato. Quando houver, quando começarem os jogos, quando as coisas começarem a não correr bem, vamos ver se a atual Direção não faz o mesmo que a anterior. É que a pressão, como de costume, vai ser enorme.

      SL

      Eliminar
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A única coisa que escreves bem são as palavras ordinárias! Não sabes que à 500 anos se escreve com h?
      Desaparece daqui, arranja uma vida!

      Eliminar
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  11. Parecendo que não, tal como as mais infectas bactérias ajudam a medicina a avançar, ter "companheiros" como estes grunhos acéfalos só nos pode ajudar. Se estes, que são "nossos" são assim, imagine-se os outros dos outros clubes.Esse conhecimento sónopode fortalecer.
    Estes, porque são nossos, mesmo não sabendo articular um pensamento, um argumento, nem sequer uma frase sem erros ou sem ordinaricies, são de certo melhor do que os outros, os dos outros clubes. De qualquer modo poderia ser um mundo melhor sem esta espécie de gente. Nossa ou dos outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      O mais simples é sempre apagar os comentários. Não vale a pena pensar muito no que se vai dizendo.

      Um abraço

      Eliminar
  12. Em parte concordo com o texto. Jesualdo era, de facto, uma boa solução para o Sporting, estava a demonstrá-lo e apesar de não ter atingido os objectivos, meteu a equipa a jogar à bola, corrigiu vários erros e deu confiança aos miúdos.

    Depois, há a parte discordante e refere-se a esta linha do texto: "Mais, a imprensa não teve as mesmas condições para branquear esses gamanços."
    Não é bem assim, basta ver que depois do Capelanço, a imprensa virou para onde costuma virar, para o futebol espectáculo e para a arte lampiã. Houve um branqueamento claro e nem o Jesualdo nos safou.

    Quanto ao LJ, não sei o que esperar dele. Acho que ainda não deu provas suficientes de que é treinador para o Sporting, mas quero acreditar que sim. Tem sempre a estima de ser Sportinguista, já é um bom começo, apesar de não querer dizer nada. Será o meu treinador e espero que não existam pressões para o meter a andar ao primeiro desaire. Devemos ter consciência que os próximos anos vão ser complicados.

    SL

    ResponderEliminar