sábado, 15 de dezembro de 2012

Em dezembro, porque em janeiro é tarde

Dizer o que está mal é fácil. Está tudo. O difícil é encontrar alguma coisa que esteja bem. Mas há coisas tão estúpidas, mas mesmo tão estúpidas, que ninguém consegue perceber. O Sporting joga com dois médios-centro. Quando defendemos, estão sempre à frente da bola (pelo menos um deles), ficando um buraco no meio-campo à frente da defesa que mete medo. Quando atacamos, estão sempre os dois atrás da linha da bola, não dando qualquer profundidade ofensiva.

Esta dificuldade de controlar defensivamente a zona central acentua-se com a mais completa e absoluta displicência do Elias. Não se percebe o que aquele homem anda ali a fazer. Mais, como é que consegue a proeza de jogar noventa minutos? É verdade que há outros parecidos. O tal de Pranjic deve pensar que está a jogar futsal.

Depois é a falta de atitude e agressividade. O golo do Nacional é absolutamente espantoso. O jogador recebe a bola. Vira-se. Ajeita a bola. Diz a toda a gente que vai chutar e pergunta aos jogadores do Sporting se porventura não querem fazer alguma coisa. O Ínsua fica com cara de parvo e nem lá vai nem faz nada. Para abrilhantar o lance, vira as costas ao jogador quando ele remata.

Devem estar todos com vontade de sair em janeiro. Talvez fosse de lhes fazer a vontade e mandá-los a todos embora ainda em dezembro. Por mim, iam diretamente do Aeroporto da Funchal.

11 comentários:

  1. Hoje estou de luto.
    Não pelo Sporting, que já nem me parece merecedor de tais sentimentos.
    Faleceu uma grande amiga minha, por acaso também minha cunhada. Grande mulher. Senhora de causas, fossem grandes ou pequenas, nunca virava a cara à luta. Sempre pronta a ajudar o próximo e mesmo o distante. Solidária, assertiva, dura e decidida. Ao mesmo tempo, conseguia ser sentimental e carinhosa, emocional e explosiva. Julgava ela, sportinguista também, que "dava crespo ao sporting" e por isso evitava ver os jogos ou entrar na sala quando o sporting jogava. Pelos vistos o sporting de hoje foi o do costume e a Jacinta já não pode arcar com as culpas. Justiça lhe seja feita, ela era muito maior que todos eles. Tinha mais alma, amor e querer que todos os sportings do mundo.
    Obrigado Jacinta
    RIP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro A. Trindade,

      Os meus sentimentos. Que se lixe o Sporting.

      Um abraço

      Eliminar
  2. Estamos fartos. Não dá nada. Já não vale a pena tentar ter um onze base, assim aqueles que não dão o litro que vão para o banco.De hoje só ficaria o Patricio, o Capel e o Wolfswinkel. Muitos jogos no banco: Xandão; Elias; Labyad; Pranic
    Poucos jogos no banco: Insua; Cedric
    Suplentes a utilizar: Dier,Gelson

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      A maior parte dos jogadores entra em campo como se fosse jogar uma peladinha. Não dá mais.

      SL

      Eliminar
  3. Andam uns senhores do outro lado da 2ª circular, a insinuar que estamos com 2 meses de ordenado em atraso.
    Provavelmente, é apenas especulação sem sentido.
    Mas a bem dizer, seria algo no qual não teria nenhuma dificuldade em acreditar e que explicava a falta de garra e atitude destes meninos mimados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro NPR,

      E há alguma razão para lhes pagar? Há três meses atrás estavam a jogar melhor?

      SL

      Eliminar
  4. O melhor lance do jogo ocorreu aos 28 minutos de jogo, um contra-ataque do Nacional que acaba cortado por fora-de-jogo, e numa das repetições vê-se uma coisa hilariante, que é o árbitro ultrapassar em corrida o trio maravilha, Gelson, Elias e Pranjic. Enfim.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,

      Tenho a impressão que mesmo eu, na minha idade, ultrapassava em corrida esse trio de estarolas.

      SL

      Eliminar
  5. "Vou dizer-vos uma coisa, uma só, porque não posso ir mais além. Quando Dias da Cunha teve conhecimento de que o clube era um centro de negócios para alguns, alguns ilustres sportinguistas, fizeram tudo, mas mesmo tudo, para que ele se demitisse. Mostrei-lhe provas de como os meus relatórios, pagos pelo clube, iam parar às mãos de Pinto da Costa e Valentim Loureiro e havia apenas 4 pessoas que tinham acesso a eles. Arranjei provas de como eram negociados alguns jogadores com graves prejuizos para o Sporting e o envolvimento que havia entre dirigentes sportinguistas e presidentes de clubes do Norte. Eu, com ajuda preciosa de um grande sportinguista que trabalhava no clube, arranjamos provas de como dirigentes do clube, nos bastidores com a ajuda de elementos da juve arquitectavam a derrota para criarem mau ambiente ao presidente e ao treinador. Sabem o que fizeram? elegeram os traidores e os negociantes e voltaram a eleger e a eleger os mesmos traidores. Chegaram mesmo ao ponto de contratarem um elemento ligado à claque para agredir um elemento que estava comigo nas investigações. Tenho todos os meus relatórios e juro-vos que se um dia eles fossem publicados dariam o livro mais polémico da história do futebol."

    Marinho Neves in Facebook

    ResponderEliminar
  6. Sporting:sem espinhas?
    http://www.anjoinutil.blogspot.pt/2012/12/sporting-sem-espinhas.html

    ResponderEliminar
  7. Sporting:sem espinhas?
    http://www.anjoinutil.blogspot.pt/2012/12/sporting-sem-espinhas.html

    ResponderEliminar